Descubra os Alimentos Contra a Impotência Sexual

Muita gente nem imagina, mas o que se come diariamente pode ter uma grande influencia nos resultados que se tem na hora H. Isso porque o nosso corpo precisa dos nutrientes adequados para realizar todas as funções do nosso organismo.

Até mesmo os sentimentos podem ser influenciados pelos hábitos alimentares que uma pessoa adota. Por isso, se você está sofrendo com a impotência sexual, é essencial conhecer quais são os alimentos que podem ajudar para essa finalidade.

Como os alimentos ajudam contra a impotência sexual?

Pois bem, quando são ingeridos, os alimentos são processados pelo organismo e cada nutriente é encaminhado para uma parte do corpo, realizando uma função.

Alguns ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo, outros melhoram a saúde do coração e já outros estimulam o desejo sexual.

Dessa forma, cada um deles pode oferecer resultados favoráveis para a melhora da saúde e a recuperação da potencial sexual.

Uma ótima dica para combater a impotência sexual é fazer o uso de algum Viagra Naturale que não tem efeitos colaterais e nem contra-indicações.

Lista de alimentos que ajudam contra a impotência sexual

A seguir, vamos então conhecer a lista dos alimentos que poderão ajudar você a conseguir os resultados esperados contra a impotência sexual, para poder recuperar o desempenho sexual.

  • Chocolate

Além de ter um efeito afrodisíaco, o cacau do chocolate ajuda a aumentar o desejo sexual para a hora da relação.

Ele oferece ação estimulante, aumenta a energia do organismo e também traz mais vitalidade, favorecendo a circulação sanguínea.

  • Ostras

Fonte de zinco, esse ingrediente ajuda na formação dos espermatozoides, estimula a produção de testosterona e é afrodisíaco. Vale lembrar que comer algumas ostras apenas antes do ato sexual não oferece efeitos, sendo interessante incluir esse alimento na dieta.

  • Pimenta

O sabor picante que muitos amam ajuda a acelerar a função metabólica e promove uma série de reações fisiológicas no corpo. Dentre elas, a sudorese, o aumento da temperatura, a melhora da circulação sanguínea e aceleração dos batimentos cardíacos.

Esse conjunto ajuda a melhorar a irrigação de sangue em diversas áreas do corpo, incluindo na região genital.

  • Ômega-3

Os alimentos ricos em ômega-3 são conhecidamente benéficos para a saúde. As oleaginosas, por exemplo, tem esse nutriente e são fonte de antioxidantes.

Já o salmão, a sardinha e o atum também possuem esse ácido-graxo tão importante, que ajuda na melhora da circulação sanguínea e da saúde do coração.

Dessa forma, favorece também a comunicação entre o cérebro e o pênis, favorecendo ereções.

Esses são os alimentos que podem ajudar a combater a impotência sexual!

Giardíase em humanos

A giardíase é uma infecção do intestino delgado causada por um protozoário chamado Giardia lamblia. Essa infecção costuma acontecer especialmente pela ingestão de cistos desse protozoário, pois é a forma em que o parasita consegue resistir aos ambientes desfavoráveis até conseguir chegar ao seu hospedeiro.

Esses cistos podem estar presentes em alimentos contaminados por fezes ou então em águas sem tratamento adequado.

A ingestão do parasita pode acontecer até mesmo por falta de higiene, por não lavar as mãos corretamente e até pelo contato sexual com uma pessoa infectada.

Depois da ingestão, já no trato intestinal, o parasita irá se alojar na primeira porção do intestino delgado.

Quais os sintomas da giardíase?

A maioria das infecções por esse parasita acontecem com crianças e costuma ser um quadro assintomático. No entanto, mesmo sem apresentar sintomas, a criança pode eliminar os cistos que podem infectar outras pessoas.

Por outro lado, quando a infecção é sintomática, o paciente apresentará:

  • Flatulência
  • Cólicas na região abdominal
  • Distensão abdominal
  • Náuseas
  • Perda de peso
  • Fezes gordurosas e com cheio mais fétido
  • Perda de peso
  • Diarreia

Sem o devido tratamento, o problema pode persistir por bastante tempo e até atrapalhar na absorção de nutrientes. Em crianças, a consequência disso pode ser um atraso do desenvolvimento normal, se você sente qualquer um destes sintomas, por precaução tome Germitox o quanto antes e fale com seu médico o mais rápido que puder para fazer exames e ver se está com o problema de fato.

Como diagnosticar a giardíase?

O diagnóstico do problema pode ser feito por exames laboratoriais de fezes, por exemplo. Que irão detectar proteínas liberadas pelo parasita.

Vale lembrar, no entanto, que na maioria dos casos, a doença tende a regredir de maneira espontânea em apenas algumas semanas.

Por outro lado, quando isso não acontece, pode ser necessário realizar algum tratamento, que comumente é feito por meio de medicamentos, pelo tempo que deve ser determinado pelo médico de acordo com a condição e necessidade de cada paciente.

Recomendações para evitar a giardíase

Pois bem, como se sabe, os parasitas intestinais tendem a ser mais comuns em crianças pelo fato de que levam a mão à boca frequência. Mais do que isso, alimentos in natura que não foram bem higienizados, também podem conter os cistos do parasita.

Sendo assim, as recomendações são as seguintes:

  • Lave bem as mãos antes de comer, incluindo debaixo das unhas
  • Lave bem os alimentos antes da ingestão
  • Atente-se para a condição de higiene dos locais quando for comer fora
  • Beba apenas água filtrada ou fervida
  • Mantenha bons hábitos de higiene, como lavar as mãos depois de ir ao banheiro

Seguindo essas dicas e tomando os devidos cuidados, você já estará mais protegido da giardíase!

O que é acne?

A acne é uma lesão de pele muito comum e comentada, que ocorre principalmente no rosto, mas pode surgir em outras partes do corpo, como as costas e no peito.

A fase onde a ocorrência é maior é na adolescência mas os adultos também apresentam este distúrbio.

A acne acontece devido a uma inflamação ou infecção das glândulas sebáceas (que são responsáveis pela secreção de óleo), por isso é maior a incidência nas pessoas que tem a pele do tipo oleosa.

Estas glândulas sofrem uma obstrução por oleosidade (excessiva) e pele morta. Desta forma as células obstruídas não são capazes de retirar as impurezas se transformando num foco para o desenvolvimento das bactérias, formando assim toda a evolução da doença da pele como acne, espinhas, cravos, nódulos e pústulas.

Surge bem mais em adolescentes pois é a fase onde se inicia a produção dos hormônios sexuais masculinos (andrógenos) e os femininos (estrógenos).

De um modo geral a acne desaparece por si só (quando os hormônios se equilibram) sem necessidade de grandes tratamentos ou intervenções. Existem porem algumas exceções onde a acne permanece na vida adulta.

O maior incomodo deixado pela acne são as cicatrizes. Para evita-las é aconselhável consultar um especialista para que ele indique os medicamentos corretos de acordo com o seu caso. Estas cicatrizes podem manchar a pele, felizmente hoje em dia cremes como o Melan Free ajudam a resolver este tipo de problema.

A acne se apresenta em graus variados de acordo com o nível da inflamação, podendo chegar a casos mais graves onde progridem para caroços, cistos e grandes lesões.

Como ocorre a acne?

Como já dissemos, ocorre uma inflamação das glândulas sebáceas que acumula este “material” dentro dos poros formando os conhecidos cravos.

Quando eles se rompem liberando a inflamação forma-se então a acne e posteriormente a espinha.

Tipos de acne:

  • Grau I

É o início quando surgem apenas os cravinhos que são aqueles pontinhos pretos. Nesta fase ainda não aparecem lesões inflamadas.

  • Grau II

Surgem as espinhas (pequeninas ainda), com pontinhos de inflamação (amarelada de pus).

  • Grau III

Nesta fase surgem os cravos, espinhas maiores (mais profundas), avermelhadas e dolorosas que significam o avanço da inflamação.

  • Grau IV

É uma fase adiantada da inflamação que tem os cravos, espinhas maiores com lesões, abcessos interconectados resultando em deformidade das partes inflamadas e cicatrizes.

Como evitar?

  • Lave o rosto duas vezes ao dia com sabonete neutro.
  • Lave frequentemente as mãos e não toque no rosto.
  • Não fique “espremendo” os cravos e espinhas que surgirem
  • Mantenha sua alimentação saudável e equilibrada.
  • Em caso de dúvidas procure sempre orientação de um especialista.

Dicas Para Combater a Impotência Após ter Infarto

A ereção é uma função do organismo masculino que está diretamente ligada com a circulação de sangue. Por isso é que muita gente se pergunta se os problemas de ereção podem indicar também um problema cardiovascular e vice-versa.

Mais do que isso, não é incomum que pacientes que já sofreram infarto fiquem preocupados em relação ao seu desempenho sexual futuro e isso é algo até bem normal.

É por isso que hoje vamos falar um pouco mais sobre a relação entre impotência sexual e infarto e suas nuances. Lembre-se que se você já teve infarto, não use produtos químicos para impotência, nesse caso recomendo que use o Fizzy Max que é um estimulante totalmente natural.

Quem teve infarto pode voltar a ter ereção?

Uma ereção só ocorre quando os corpos cavernosos do pênis são inteiramente preenchidos de sangue. Para que isso ocorra, as artérias que vão em direção ao pênis se dilatam e o coração bombeia o sangue para que ele chegue até onde é preciso.

Portanto, podemos dizer que a ereção é, também, um fenômeno que tem relação ao sistema cardiovascular, embora envolva outros sistemas também.

No infarto, ocorre a um prejuízo ou a “morte” de uma determinada área do coração, que é causada pela falta de irrigação do sangue naquela região.

No entanto, mesmo com a função comprometida, o coração não perde a sua função de bombeamento. Logo, a ereção não deve ser afetada, com exceção de infartos mais extensos e que limitam a rotina do paciente.

Dificuldade de ereção indica problemas cardíacos?

Como já foi dito, a ereção é um fenômeno que envolve uma série de sistemas, incluindo o nervoso, cardiovascular e outros. Portanto, não se pode dizer com toda a certeza de que todos os quadros de impotência indicam um problema cardiovascular, mas a verdade é que em alguns casos, essa relação pode existir.

Sendo assim, é importante lembrar que a obrigação do urologista ao receber um paciente com essa condição, é encaminhá-lo ao cardiologista para fazer uma checagem geral, podendo descartar, ou não, o problema.

Remédios para o coração causam impotência?

Infelizmente, a verdade é que a maioria dos medicamentos utilizados no tratamento dos problemas cardiovasculares podem sim aumentar os risco de disfunções sexuais.

De acordo com dados de estudos, até 20% dos pacientes que fazem uso desse tipo de remédio podem desenvolver problemas de ereção ou falta de apetite sexual.

Normalmente, isso é mais comum com medicamentos conhecidos como betabloqueadores, que são usados na prevenção de novos infartos e também no tratamento da hipertensão.

Seja qual for o caso, a dica é estar sempre em contato com o médico e fazer os acompanhamento regular do problema.