O que é acne?

A acne é uma lesão de pele muito comum e comentada, que ocorre principalmente no rosto, mas pode surgir em outras partes do corpo, como as costas e no peito.

A fase onde a ocorrência é maior é na adolescência mas os adultos também apresentam este distúrbio.

A acne acontece devido a uma inflamação ou infecção das glândulas sebáceas (que são responsáveis pela secreção de óleo), por isso é maior a incidência nas pessoas que tem a pele do tipo oleosa.

Estas glândulas sofrem uma obstrução por oleosidade (excessiva) e pele morta. Desta forma as células obstruídas não são capazes de retirar as impurezas se transformando num foco para o desenvolvimento das bactérias, formando assim toda a evolução da doença da pele como acne, espinhas, cravos, nódulos e pústulas.

Surge bem mais em adolescentes pois é a fase onde se inicia a produção dos hormônios sexuais masculinos (andrógenos) e os femininos (estrógenos).

De um modo geral a acne desaparece por si só (quando os hormônios se equilibram) sem necessidade de grandes tratamentos ou intervenções. Existem porem algumas exceções onde a acne permanece na vida adulta.

O maior incomodo deixado pela acne são as cicatrizes. Para evita-las é aconselhável consultar um especialista para que ele indique os medicamentos corretos de acordo com o seu caso. Estas cicatrizes podem manchar a pele, felizmente hoje em dia cremes como o Melan Free ajudam a resolver este tipo de problema.

A acne se apresenta em graus variados de acordo com o nível da inflamação, podendo chegar a casos mais graves onde progridem para caroços, cistos e grandes lesões.

Como ocorre a acne?

Como já dissemos, ocorre uma inflamação das glândulas sebáceas que acumula este “material” dentro dos poros formando os conhecidos cravos.

Quando eles se rompem liberando a inflamação forma-se então a acne e posteriormente a espinha.

Tipos de acne:

  • Grau I

É o início quando surgem apenas os cravinhos que são aqueles pontinhos pretos. Nesta fase ainda não aparecem lesões inflamadas.

  • Grau II

Surgem as espinhas (pequeninas ainda), com pontinhos de inflamação (amarelada de pus).

  • Grau III

Nesta fase surgem os cravos, espinhas maiores (mais profundas), avermelhadas e dolorosas que significam o avanço da inflamação.

  • Grau IV

É uma fase adiantada da inflamação que tem os cravos, espinhas maiores com lesões, abcessos interconectados resultando em deformidade das partes inflamadas e cicatrizes.

Como evitar?

  • Lave o rosto duas vezes ao dia com sabonete neutro.
  • Lave frequentemente as mãos e não toque no rosto.
  • Não fique “espremendo” os cravos e espinhas que surgirem
  • Mantenha sua alimentação saudável e equilibrada.
  • Em caso de dúvidas procure sempre orientação de um especialista.

Osvaldo

Meu nome é Osvaldo, amante da natureza e da vida saudável e pretendo compartilhar muita informação útil aqui para você ;-)

Write a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *